terça-feira, 11 de dezembro de 2012


EMANUEL O DEUS CONOSCO

"Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco" 

Mateus 1:23

Dois missionários foram presos e encarcerados na mesma cela. Estavam proibidos de falar um com o outro. Chegou o Natal. Um dos missionários, amedrontado e calado, sentou-se no chão coberto com feno. Mexendo com os pedaços de feno ao redor, ele descobriu que poderia, mesmo sem falar, comunicar-se com o companheiro de prisão. Ele escreveu a palavra "Emanuel".

Assim que seu amigo leu o que estava escrito no chão, viu-se tomado de grande alegria. Eles estavam aprisionados, mas criam que o Deus Emanuel estava com eles e, por fim, lhes daria a vitória.

O que tem sido o Natal para nós? Um dia de festa? Um dia de comidas especiais? Uma ocasião para beber até não aguentar mais? Ou uma oportunidade de dizer ao mundo que Jesus nasceu e está conosco, para nos dar vida e vida abundante? O que é mais importante: dar um presente de amigo oculto ou dizer ao presenteado que o verdadeiro Amigo, motivo do Natal, jamais estará escondido? O que é mais importante: a troca de abraços e brindes em volta de uma mesa ou uma palavra de ânimo e conforto, tal como "O aniversariante aqui comemorado ama a você e quer perdoar seus pecados e dar-lhe vida eterna? O que é mais importante: comprar roupas novas para uma celebração ou pedir ao Senhor, que nasceu, para nos dar roupas novas, alvas e puras, que nos tornem brilhantes para a glória do Seu nome?

O dia do nascimento de Cristo é, realmente, 25 de dezembro? Provavelmente não. Mas, não estamos celebrando o dia e nem os costumes mundanos. Estamos celebrando o fato do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo ter nascido. Ele nasceu! Isso é o que realmente importa! Nasceu em nossos corações e, por isso, estamos muito felizes.

Vamos encontrar, neste Natal, todas as maneiras possíveis de comunicar que o verdadeiro Natal está em ter o Senhor Jesus, o Deus Emanuel, o Deus conosco, a nosso lado... todos os dias... para sempre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário